Deparei-me com um cão agressivo. E agora?

Atualizado: Fev 28

Antes de entrar em pânico e começar a correr, é preciso perceber o porquê do cão estar a reagir assim, o que o motiva para o fazer. A maioria das vezes, o cão usa comportamentos agressivos para evitar aquilo que ele considera ser uma ameaça.

As pessoas são consideradas ameaças para os cães quando, alguma vez na vida, o foram realmente. Isto é, quando os cães sofreram de maus-tratos ou de estimulação aversiva. É importante perceber que o que nós consideramos ser aversivo, para o cão pode não ser e vice-versa. Neste caso, se uma criança puxa a cauda ao cão, para ele isso pode ser uma ameaça, apesar de sabermos que, muito provavelmente, a criança não o fez com intenção de magoar.


O que não fazer quando nos deparamos na rua com um cão agressivo?

-Tentar ralhar com o cão;

-Correr;

-Gritar;

-Olhar diretamente para o cão;

-Encurralar o cão;


O que fazer?

-Cruzar os braços;

-Desviar o olhar do cão, de um modo que o consiga observar;

-Afastar-se muito lentamente, sempre de frente para o cão e sem movimentos bruscos;

-Caso, mesmo assim, ele avance para sim, pare. Quando ele acalmar, retome o afastamento da mesma forma;



De notar, que é a única forma do cão comunicar que não quer interação/ tem medo de nós. Este tipo de linguagem não faz dele um cão "mau", temos é de entender que o ladrar apenas significa "Afasta-te que eu não quero interagir contigo". O grande problema é que nós não respeitamos e não sabemos comunicar com ele. Ao utilizar esta forma de comunicar, está a dizer ao cão "Ok, eu também não quero problemas!", em vez de "Vou-te bater se não parares de ladrar para mim".

É preciso perceber que em termos físicos não temos nenhuma vantagem sobre os cães, eles ganham-nos sempre! Por isso, vamos usar as nossas "armas" e vamos comunicar de uma forma que o cão entenda que não somos um perigo para ele!

42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo